Google+ Followers

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Enquanto isto...num reino não muito distante...

 
- Então Rainha Menina, estou bonita? Perguntou a Princesa que havia se produzido toda para o Príncipe que ia chegar para conhece-la.
- Hum, deixe-me ver. Cabelos em ordem, maquiagem perfeita e um lindo vestido. É, parece que está tudo bem. Agora, deixe-me ver sua língua.
- A minha língua? A minha língua mesmo? Este órgão que está dentro da minha boca? - pergunta a Princesa com espanto.
- Este mesmo criança. Não precisa mostrar, basta me dizer se o tem sob controle.
- A senhora está brincando comigo?
- Não querida, não estou não. Tua aparência exterior pode estar linda, mas se tua língua não estiver sob total controle, de nada vai adiantar tua beleza. E controlar a língua é talvez o mais difícil.
- Como controlar a língua? Não entendi...
- Querida, é através das palavras que você irá conquistar ou magoar o Príncipe. Depois que começamos falar fica difícil interromper o curso dos nossos pensamentos. As palavras saem como um raio e acertam o outro sempre, pois são programadas para atingir. Se forem destrutivas em um segundo abrirão uma ferida que levará muito tempo para ser curada. Ao contrário, se forem construtivas certamente haverá a possibilidade de um relacionamento de Amor.
- Agora entendi minha Rainha. Vou pensar antes de falar, pois não quero magoar.
- Isso mesmo criança. Pode acontecer de você dizer coisas que não lhe parecem erradas, mas são entendidas assim. Antes de retrucar, pergunte e esclareça. Um relacionamento de Amor tem que ser baseado em dois aspectos essenciais:
"Quem Ama não grita, fala. Quem Ama, mesmo que a principio não concorda, escuta."
(by Walquiria - 05/02/2009)
 

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Desejo


Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim
Mas se for, saiba ser sem se desesperar
Desejo também que tenha amigos
Que mesmo maus e inconseqüentes
Sejam corajosos e fiéis
E que pelo menos em um deles
Você possa confiar sem duvidar

E porque a vida é assim
Desejo ainda que você tenha inimigos
Nem muitos, nem poucos
Mas na medida exata para que
Algumas vezes você se interpele
A respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles
Haja pelo menos um que seja justo

Desejo depois, que você seja útil
Mas não insubstituível
E que nos maus momentos
Quando não restar mais nada
Essa utilidade seja suficiente
Para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante
Não com os que erram pouco
Porque isso é fácil
Mas com os que erram muito e irremediavelmente
E que fazendo bom uso dessa tolerância
Você sirva de exemplo aos outros

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais
E que sendo maduro
Não insista em rejuvenescer
E que sendo velho
Não se dedique ao desespero
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor

Desejo, por sinal, que você seja triste
Não o ano todo, mas apenas um dia
Mas que nesse dia
Descubra que o riso diário é bom
O riso habitual é insosso
E o riso constante é insano.

Desejo que você descubra
Com o máximo de urgência
Acima e a respeito de tudo
Que existem oprimidos, injustiçados e infelizes
E que estão bem à sua volta
Desejo ainda
Que você afague um gato, alimente um cuco
E ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque assim, você se sentirá bem por nada

Desejo também
Que você plante uma semente, por menor que seja
E acompanhe o seu crescimento
Para que você saiba
De quantas muitas vidas é feita uma árvore

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro
Porque é preciso ser prático
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele na sua frente e diga:
"Isso é meu"
Só para que fique bem claro
Quem é o dono de quem

Desejo também
Que nenhum de seus afetos morra
Por eles e por você
Mas que se morrer
Você possa chorar sem se lamentar
E sofrer sem se culpar

Desejo por fim
Que você sendo homem, tenha uma boa mulher
E que sendo mulher, tenha um bom homem
Que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes
E quando estiverem exaustos e sorridentes
Ainda haja amor pra recomeçar

E se tudo isso acontecer
Não tenho mais nada a lhe desejar
(Victor Hugo)




Cada dia é único em nossa existência, e estamos o tempo todo fazendo escolhas que vão definir cada um destes dias e toda a nossa vida. Tudo o que acontecer em nossa vida vai depender das pequenas escolhas diárias,  somos uma antena de dupla função, receptora e transmissora de sinais ao mesmo tempo, pois recebemos e transmitimos em nossa vida, bons ou maus sinais, bons ou maus fluidos, boas ou más energias em forma de pensamentos e atitudes. Por isto é necessário que  sempre agir com o coração aberto, sem qualquer tipo de vergonha ou falsos pensamentos, podemos mudar,  temos o poder.
Obrigado ao meu grande amor por ter começado tudo dinovo comigo - "Eu quero amar, amar perdidamente. Amar só por amar"